Você

Sim, você mesmo, moça do sorriso bonito, do olhar sexy, do bocão, dos cabelos lisos. De um papo agradável, que gosta de conversar sobre tudo, feliz ao ponto de me contagiar apenas com um ‘oi’. Você que nem sei de onde apareceu, que nem lembro como te vi em meio a tanta gente, você moça, que quando olhei você sorriu e não teve como não ir falar com você. Continuar lendo Você

Não há remédio para o amor, mas amar mais

A tendência da maioria das pessoas, assim que terminam um relacionamento ou sofrem de amor não correspondido, é dizer que nunca mais irão se apaixonar ou se envolver de verdade com outro alguém. É claro que términos e amores frustrados são doloridos, mas trancar as portas e janelas do coração, ainda que este tenha sido partido, não é a melhor decisão a ser tomada. Continuar lendo Não há remédio para o amor, mas amar mais