Passou dos limites

Hoje a saudade passou de todos os limites, se é que tem algum limite para saudade. Mas apertou tanto, mais tanto, que escorreu pelos olhos. Me tranquei no quarto, fechei todas as janelas, deixei todo no escuro onde mesmo que de olhos abertos eu não conseguiria enxergar nada. Me fechei, e tudo o que conseguia ouvir era o meu coração. Continuar lendo Passou dos limites

Sinto

Já fui muito de demonstrar o quanto gostava de alguém, não tinha medos, não tinha receio de ser eu, me arriscava mais, me apaixonava, me envolvia, me declarava mais. Poxa, porque ter medo do amor?! Eu pensava assim. Pensava que o amor era para ser vivido, ser declarado, acreditava que amar era se entregar, e viver coisas inesperadas. Continuar lendo Sinto