Maturidade

Depois de vários dias tentando encontrar palavras certas, para começar a escrever sobre maturidade, percebi que é algo tão complicado de escrever. Pense em algo complicado, agora “pense” sobre maturidade? Pois é… É bem difícil mesmo.

Pois, quando se tratam dos problemas dos outros ou das situações alheias, sempre somos maduros os suficientes para tomar decisões simples, rápidas, egoístas e frias. Damos conselhos, sabemos falar sobre quaisquer assuntos, somos experts em qualquer tema, e, aí se alguém precisa da gente, estamos lá falando várias coisas que a pessoa devia ou não devia fazer.

Mas… Quando se trata da gente, puts! (Desculpe-me a palavra). Transformamo-nos na pessoa mais leiga de todas. Perdemos o rumo, as estribeiras, o senso de direção e aquela pessoa que dava conselhos, precisa desesperadamente deles. Pois, sua maturidade não é suficiente.

Quando envolve as paradas do coração? Iiiiihhh… Sujou! Rsrsrs… Pronto, maturidade nessa hora passa longe, mas, com o passar do tempo, todos criamos um pouco de maturidade e começamos a lidar com nossos problemas e nossas aflições, sozinhos. Sem muito desespero e assim continuamos a crescer. Pois, a maturidade vai se adquirindo com o passar dos anos, com as quedas, as perdas, as escolhas certas e erradas.

É assumir as consequências, é saber a hora de parar, perceber onde quer chegar, o que pretende alcançar e é ter consciência de quando devemos continuar lutando por aquilo que queremos. Maturidade tem muitos sinônimos e significados. É quando você passa a seguir em frente, lutar pelo que realmente importa. Procurar bom senso em todas as suas escolhas, aceitar e entender. É ter paciência e tranquilidade para saber balancear os sentimentos e os pensamentos e fazer com que o coração seja parceiro da sua mente.

Apesar de que idade não significa o grau de maturidade que a pessoa tem, é com o passar dos anos que adquirimos maturidade, mas, nem sempre vemos isso nas pessoas. Encerro com um pensamento muito bacana.

“Maturidade me permite olhar com menos ilusão, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranquilidade, querer com mais doçura”. (Lya Luft)

 

Silêncio

O silêncio de uma pessoa pode significar muitas coisas, entretanto, nem sempre é bom ficar em silêncio e guardar o que temos no coração. Às vezes precisamos realmente abrir a boca e falar o que temos que para falar, verdades devem ser ditas doa a quem doer. As verdades não doem, elas apenas mostram o que realmente é que está acontecendo, ao contrário das mentiras que enganam e no final só machucam as pessoas.

O silêncio às vezes sufoca, maltrata, enquanto as verdades mostram a realidade. Tudo o que resta é continuar em silêncio, quando se sabe a verdade de tudo que foi dito e não se tem argumentos. Quando sabe que o que está fazendo não tem cabimento e nem explicação, sendo assim, tende a ficar em silêncio, pois quando falou, disse algo que não deveria e hoje sofre com as consequências de suas palavras.

Falar quando tem certeza de algo é fácil, já que seu coração trabalha com sua mente e assim nada lhe impede. Outras vezes o nosso silêncio se faz justo, já que não temos certeza do que queremos dizer, pois, mente e coração não entram em acordo nenhum. É nessas horas que falamos besteiras, dizemos coisas sem cabimentos e expressamos o que, na verdade, não faz nenhum sentido. Muito das vezes perdemos a oportunidade de ficar calados.

“Prefira ficar em silêncio nos momentos de incertezas, e procure falar e conversar quando tem certeza do que quer, pois o pior é conviver com as consequências de suas palavras.”

Em silêncio gosto de ficar, quando estou a pensar, sobre a vida, o amor, meus sonhos, até o momento que de tantos pensamentos me vem o que escrevo aqui, alguns pensamentos “soltos” sobre a vida. Mas, prefiro mesmo o silêncio de um olhar acompanhado daquele sorriso sem explicação que expressa os sentimentos que você tem no coração.

📷 @ig_humanplus


Algo novo?

“Hoje vi essa imagem!”  👆

E comecei a me perguntar, algo novo? Será se está na hora? Será se tenho realmente que tentar algo novo? Será se algo novo realmente seria a melhor opção? Será se algo é o que eu estou precisando?

Muitos “será se”, mas sabe que é uma boa verdade isso, tentar algo novo. Nas nossas vidas nos deparamos com a rotina várias vezes, e acabamos nos acostumando em certos lugares, com certas pessoas, com aquele amor. E deixamos de lado o novo, aquilo que faz tudo ser diferente do de costume.

É nesses dias que o “será se” toma de conta da sua cabeça e faz você repensar muitas coisas na sua vida. Pois, não podemos nos acostumar com tudo, a vida está em constantes mudanças, melhorias, avanços, e não podemos ficar parados na mesmice de sempre, naquele dia-a-dia que não nos leva a lugar nenhum a não ser as mesmas coisas.

Percebi que está na hora de tentar algo novo sim, que está na hora de melhorar, de crescer, evoluir, de trilhar outro caminho, que te faça sorrir mais do que ontem e hoje. Todo dia é dia de tentar algo novo, todos os dias devemos buscar mais felicidade, mais vontade de viver, devemos conquistar mais coisas. Fazer planos, melhorar como pessoa, amar mais, seguir em frente.

“Hoje acordei bem disposto a tentar algo novo, melhorar algo velho, correr atrás da minha felicidade, viver melhor, sair da mesmice. E te desafio a fazer o mesmo!”

Às vezes demora um pouco, mas, sempre acabamos caindo na real e percebendo que não está tudo bem. Que mesmo sorrindo todos os dias, que mesmo sem nenhum problema na sua vida (muito difícil, rsrsrsr…) precisamos de algo novo para nos manter vivos. Algo novo porque sempre podemos sorrir mais, ser mais felizes do que somos hoje

P.S.: fazia dias que não postava nada, tinha que ter “algo novo”.