Verdade ou mentira?

Um dos nossos maiores problemas como pessoa é não gostar de ouvir verdades. Muitos de nós vivemos de mentiras, levamos elas para cima e para baixo. Estamos fadados a aceitar melhor as mentiras sobre nós mesmos do que verdades.

Sabe aquele cara preguiçoso, que todos os dias reclama dele mesmo, que diz que dorme demais e que próxima semana vai começar a fazer tudo o que tem em mente? Ele reconhece que é preguiçoso, mas, deixa alguém chegar para ele e dizer que ele é preguiçoso? Vai ser o primeiro a dizer o contrário e não gostar do que a pessoa falou.

“Preferimos” ouvir mentiras a nosso respeito que nos deixem de bem, para cima do que ouvir verdades, verdades mesmo, daquelas que podem doer um pouco às vezes. E nesse mundo tão atualizado que vivemos hoje, onde a necessidade de expor “mentiras” na internet a seu respeito é praticamente uma verdade.

Hoje vemos diariamente pensadores com pensamentos alheios, intelectuais de “um google”. Influenciadores sem opiniões próprias, amantes de Instagram, caridosos que precisam postar seus feitos, entre outros. Você já se perguntou o quanto disso tudo que você ver por aí é o tal “fake”. O quanto de mentira se vive? Ou será que já se tornou verdade de tanto se repetir?


📷 @launchdsigns

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

3 comentários em “Verdade ou mentira?”