Uma escolha que fiz

img_3910.jpgSe um dia me perguntarem por que estou só, direi que não quero mais machucar ninguém. Às vezes me pergunto como pode a gente ser capaz de machucar alguém. Como podemos gostar tanto de alguém e mesmo assim errar e desse jeito fazer mal a essa pessoa, sei que somos seres errantes, e, as vezes burros ao ponto de fazer tanta besteira que chegamos afastar pessoas que fariam de tudo para estar ao nosso lado.

Estar só é uma escolha, difícil, mas, fiz ela, pra sempre ou até quem sabe o coração bater forte mais uma vez, sentir aquele frio na barriga, a mão suar, e aquele pensamento não ser outro a não ser a pessoa que me faz suspirar. Você às vezes não diferencia paixão de amor, e nem amor de paixão, a gente apenas vive, e amor ou paixão, algumas vezes apenas machucamos ou nos machucamos.

Então eu repito, se um dia me perguntarem por que estou só, direi que não quero mais machucar ninguém. E a pessoa que menos eu quero machucar sou eu mesmo.

📷 @arch.andreafolli

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.