E se eu preci…

Hoje, resolvi te mandar um e-mail, quanto tempo sem fazer isso. Coloquei o endereço do seu e-mail e digitei o assunto: “E se eu precisasse de você?”. E depois disso não consegui digitar mais nada sequer. Apenas fiquei olhando a tela do meu computar e tudo que eu conseguia era me lembrar de tudo que já havíamos vivido.

Continuar lendo E se eu preci…

Precisei de você

Esses dias foram assim, um silêncio, uma solitude, mas suportável. Posso conviver com isso, posso viver assim. Tenho consciência de tudo isso. Precisar de você e não poder contar foi um pouco difícil. Mas segui, continuei aqui, esperando, e ainda espero. Não me importo, sei que vai ser assim até você perceber. Se é que um dia vai perceber.

Sabe, só precisava ouvir sua voz, ter seu bom dia, ver seu sorriso, seu olhar (aquele olhar). Queria muito você, algo que fosse, só para eu saber que você se lembra, que sentiu minha falta, se pensou em mim. Precisava de você, de um tempinho que fosse, precisava dizer o quanto gosto de você, precisava ouvir você dizer o mesmo.

Saiba que você faz uma falta enorme, e continua fazendo. Mas, vou levando do jeito que sei que tem que ser. Continuo a precisar de você. Precisei te contar algo bom, algo que só podia compartilhar com você. Precisava te contar minhas alegrias, algumas novidades, te falar sobre meu dia (foi muito bom), e não tinha outra pessoa a quem eu queria contar, quem eu queria conversar.

“E quando eu mais precisei de você, você não esteve aqui. Mas tenha certeza, quando mais precisar de mim, eu vou estar aqui.”

Pode ter certeza, precisava muito. Amanhã talvez, quem sabe né?!

📷 @mairsalmeida