Daquele tempo

Sou do tempo que foto de casal era colocada em um porta-retrato e não divulgada na net como troféu de casal mais feliz do mundo. Sou do tempo que momentos especiais eram apreciados segundo a segundo e não a cliques da câmera do celular. Sou do tempo em que o namoro era entre duas pessoas e não elas e uma reca de bisbilhoteiros. Continuar lendo Daquele tempo