Depois de tanto tempo

img_6401.jpg

Hoje tocou o celular, fui atender e era um número desconhecido, sempre desligo, mas, algo me fez atender. E quando você disse “oi” o coração disparou, telefone quase caiu da minha mão e quase não consigo responder. Já faziam três anos que não ouvia sua voz, te via ou tinha qualquer notícia sua. O combinado foi um abraço apertado, o último “eu te amo” e cada um para o seu lado. Continuar lendo Depois de tanto tempo