Foi assim

Foi tudo que consegui ver, o seu sorriso, foi o que consegui ver na primeira vez que te vi, nada mais, não deu tempo reparar em nada, só no seu sorriso, e eu tinha uma leve certeza de que você sorriu para mim, e eu do nada abri um sorriso meio acanhado também. E naquele dia, quem quiser pode até me chamar de bobo e idiota, mas eu me perdi naquele sorriso e tudo o que queria era só encontrá-lo de novo. Continuar lendo Foi assim

Sinto

Já fui muito de demonstrar o quanto gostava de alguém, não tinha medos, não tinha receio de ser eu, me arriscava mais, me apaixonava, me envolvia, me declarava mais. Poxa, porque ter medo do amor?! Eu pensava assim. Pensava que o amor era para ser vivido, ser declarado, acreditava que amar era se entregar, e viver coisas inesperadas. Continuar lendo Sinto