Boneco de papelão sentado

Sem brincadeiras no amor

Se você realmente quer, vai lá e fala, demonstra. Não faça rodeios. Não enrole. Seja verdadeiro! O perigo de falar da boca pra fora é que alguém pode ouvir do coração pra dentro. Apesar de não saber o que realmente a outra pessoa sente, não podemos brincar com os sentimentos, com o coração de alguém.

Não é porque já brincaram com nosso coração, que vamos fazer o mesmo com quem só quer nos dar amor e só demonstrou coisas boas. Respeite a sensibilidade de um coração. Deixe claro o que quer.

Não planeje se não quer ficar. Se não quer, liberte! Não aprisione ninguém numa situação não recíproca. Não ofereça migalhas. Ninguém tem obrigação de amar. Mas a honestidade é devida. Ser amado é uma responsabilidade muito grande. Você se torna responsável pela felicidade ou pela tristeza de alguém.

Qualquer coisa que se diga ou faça pode ferir, ou fazer sorrir. Se não quer ter o amor, não vale a pena o provocar. Se entregue totalmente ou se cale e vá embora. Escolha deixar apenas marcas de afeto nas vidas que tocar.

📷 @supremeshutter


Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

2 comentários em “Sem brincadeiras no amor”