Folhas caindo

Se eu pudesse voltar no tempo

Se eu pudesse voltar no tempo, faria tudo diferente no relacionamento. Eu seria menos insegura. Eu sentiria menos ciúmes. Eu seria menos dramática em determinadas situações. Eu criticaria menos e elogiaria mais. Eu prezaria mais pela individualidade. Eu passaria mais tempo com meus amigos e minha família. Eu não deixaria minha essência se perder como se perdeu. Eu seria quem realmente sou e jamais deixaria que meu brilho se apagasse como se apagou.

Infelizmente só percebemos de fato que um namoro não é mais saudável quando saímos dele. É difícil deixar ir embora alguém que você acreditava ser seu grande amor, mas a partir do momento em que aceitamos que aquele relacionamento não está mais fazendo bem para a autoestima e de certa forma limita nossos sonhos, pensamentos e opiniões, nos libertamos. Demorou para eu entender, mas eu não preciso ser quem a pessoa espera que eu seja pois sou a medida exata para o amor que me espera no futuro.

Então, pensando bem, se eu pudesse voltar no tempo, eu não faria tudo diferente. Eu faria tudo exatamente igual. Se eu fizesse tudo diferente, não teria sido a nossa história, e talvez não teria sido um amor tão intenso como foi e com tantos aprendizados. Por isso, eu viveria cada momento da mesma forma, contando todos os sorrisos e igualmente as tristezas e decepções. Se eu fizesse tudo diferente, ainda, não teria a chance de conhecer e me conectar com as pessoas incríveis de agora, algumas delas até com mais pontos em comum com a minha personalidade e visão de mundo.

Agradeço à vida por sempre nos dar inúmeras chances para acertar e poder afirmar: dessa vez, eu farei tudo diferente. Não com um amor do passado, que apesar de especial precisava ter um fim, mas com a próxima pessoa que estiver disposta a me conhecer e, quem sabe, me amar. Então, que venha o amor! Enquanto isso, sigo o meu caminho alegre, satisfeita e ansiosa pelo o que me aguarda, mas curtindo os pequenos e bons momentos com aqueles que cruzam o meu caminho levando um pouco de mim e deixando um pouco de si em minha trajetória.

📷 @girlscreating


Sobre o autor

Paulista apaixonada por palavras, torta de limão e cachorros. Aprecio a simplicidade e sou admiradora de sorrisos. Acredito no amor e nos deliciosos clichês. Ah, e eu queria ter uma praia como quintal. Frequentemente sou meio distraída e tropeço nos meus erros. Também sou absurdamente desastrada, mas igualmente sonhadora e idealista. Um dos meus sonhos é viajar o mundo e conhecer o máximo de lugares possíveis antes de morrer. Escrever para mim é condição de existência e uma tentativa de resgatar a sensibilidade que se perdeu na humanidade.

Publicado por

Ana Giavarotto

Paulista apaixonada por palavras, torta de limão e cachorros. Aprecio a simplicidade e sou admiradora de sorrisos. Acredito no amor e nos deliciosos clichês. Ah, e eu queria ter uma praia como quintal. Frequentemente sou meio distraída e tropeço nos meus erros. Também sou absurdamente desastrada, mas igualmente sonhadora e idealista. Um dos meus sonhos é viajar o mundo e conhecer o máximo de lugares possíveis antes de morrer. Escrever para mim é condição de existência e uma tentativa de resgatar a sensibilidade que se perdeu na humanidade.

Um comentário em “Se eu pudesse voltar no tempo”

  1. Nao se martirize tanto… relacionamentos, além de aprendizados são formas de nós conscientizar que nós somos prioridades e depois os outros. É difícil e leva tempo, mas o tempo tende a ser seu amigo ou inimigo quando depende exclusivamente de ti mesmo. Boa sorte na jornada do crescimento