Quer namorar comigo?

1517181702341.jpgUm dia cheguei a acreditar que o amor não era para mim, que ele tinha decidido me abandonar de vez. Que aqueles lances de ter alguém para toda vida era só para se ler em livros e ouvir em músicas. Cheguei a pensar que não existia amor, que não iria ter meu porto seguro e nem poder acordar e escutar um “eu te amo” pela manhã.

Tudo isso até eu te encontrar e descobrir que Deus reservou alguém mais do que especial para minha vida. E que no tempo certo e quando menos eu esperava você apareceu e mudou totalmente o rumo da minha vida. Tornando meus dias mais felizes, alegres e cheios de vida. A vida teve muito mais sentido depois que te conheci.

Prolonga essa minha alegria de ter teu “bom dia”, o cuidado intenso do teu “está tudo bem”? É que você tem sido o alvo dos meus pensamentos diariamente, tem sido a minha rotina do que eu nem imaginava ter: Um amor de verdade.

Me deixa te aquecer nos dias frios, fazer café (mesmo que eu não saiba muito bem). Me deixa também te proporcionar a paz num abraço protetor e entender cada palavra do teu silêncio.  Quero ser o teu amor como um todo, sem precisar de promessas mal feitas ou exageros de palavras.

Meu amor, desejo ser teu contato mais frequente, a ansiedade de todos os encontros, as borboletas (livres) voando no teu estômago quando eu aparecer de surpresa. Prometo não prometer nada e ser a imprevisibilidade de um amor que nasceu para transbordar e encher o que estava vazio. Permita que eu conheça mais de perto essa paz que você transmite com um único olhar quando chega, que eu navegue, com prazer e afinco, nas tuas correntezas mais fortes.

“Então, namora comigo?”


Em parceria com @rosasdispersas

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.