Que chatice

img_4963Hoje vivemos em um mundo muito chato, não sei como era antigamente, mas sei falar por hoje. Poxa, cada um querendo impor algo ou alguma coisa a alguém, são seus ideais, suas ideologias, teorias e padrões. Não importa, que coisa chata isso. De um lado um quer lhe dizer como você tem que ser e do outro como tem que se vestir.

Mas à frente vem um querendo lhe proibir de alguma coisa, tem gente pra tudo, só não tem para olhar para si e tentar viver na dele. Tentam lhe impor a forma como você tem que viver, mas, não como devemos conviver uns com os outros. Uns dizem que outros têm ódio no coração, mas na primeira oportunidade fazem o mesmo.

Outros falam que tudo depende do amor, mas, não entendem que a base para o amor é o respeito e na maioria das vezes nem um lado ou outro, se é que existem lados, sabem o significado da palavra RESPEITO. Que mundo chato pra [email protected]$&%! Alguém já parou pra pensar que o que falta é educação? Não adianta você querer proibir ou impor algo à alguém, se a pessoa não tem um mínimo de educação e respeito.

Vivemos em sociedade e a base de algumas “regras”, que na maioria das vezes são impostas por pessoas sem educação. E nem sempre é o desejo de todos, às vezes de uma maioria e outras de uma minoria. Entretanto, no momento que decidimos viver em sociedade temos que respeitar. Se existe punições para certas coisas também temos que respeitar.

Mas que eu saiba Deus deu o livre arbítrio a todos, então, não adianta você dizer pra alguém que ela não pode fazer algo, se ela quiser vai fazer! Se vai estar certo ou errado? Ela quem decide. No meu entender ninguém é influenciado à algo, no dia a dia, todos nós sabemos de todas as possibilidades, escolhemos a que queremos. Então, vão viver a vida de vocês.

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.