Quando tudo muda

IMG_1605É estranho quando as coisas mudam de repente, e de um dia para o outro, você tem que saber lidar com a ausência daquilo que já tinha virado rotina. Os dias se consomem numa ansiosa e fadigante espera; espera uma ligação, espera uma mensagem, espera um pedido de desculpa; e por fim, espera que esses dias tempestuosos passem…

Lentamente o tempo passa, tornando-se uma eternidade o sentir…

Eu sei que não é fácil, é um processo lento e doloroso, até você se achar no meio da bagunça que o outro deixou em você. O mais estranho, é que às vezes, você está passando por um processo tão lento e tão doloroso, por aquilo que por vezes, te fazia mais mal do que bem.

Então, pergunte a si mesma se vale a pena esse sofrimento, esse isolamento; faça uma mesa redonda com você e seus sentimentos, coloque em debate esse sentir, questione, argumente; mas lembre-se: que a única razão disso é pra você entender, que tudo tem um começo, um meio, um fim e um recomeço: que por mais que não pareça, a vida não acabou, você tem um coração pulsando aí dentro do seu peito, que por mais que as lágrimas tenham ofuscado o brilho dos seus olhos, você tem uma alma iluminada, que por mais que seu coração esteja em mil pedacinhos, você tem uma alma inteira, que por mais que o medo tenha lhe roubado a fé e tudo o que você tem já não é o suficiente, você tem um Deus que te basta.

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

3 comentários em “Quando tudo muda”