Lampião em cima de algumas pedras

Passado

Às vezes o passado nos faz ter medo. Medo de errar de novo, de se arrepender de novo, de se decepcionar de novo. O passado nos ensina, nos tornou mais fortes, mas seguros (medrosos), nos fez ficar em alerta, com um pé atrás quase sempre. O passado é passado, na hora de falar ele é passado, na hora de agir ele é quase um presente, que não se cansa, e chega a ser um futuro também.

Por medo do passado, vivemos assim, às vezes fugindo, às vezes esquecendo que nosso presente e futuro, não podem sofrer interferência “ruim” de um passado que já tivemos. Tudo o que já vivemos, é passado, mas nem sempre precisamos esquecer, ou mesmo viver com medo dele aparecer na nossa frente de novo. Os recomeços são o que nos fazem melhores.

Do passado guardo tudo, alegrias, tristezas, magoas, brincadeiras, amizades, paixões, lições. E as lições são as mais importantes, pois aprendemos tanto nos momentos alegres como nos tristes. Nosso passado vai sempre fazer parte do nosso presente e do que planejamos para o futuro. Só depende da gente usar o passado que queremos, para que nosso presente e futuro não sofra interferências ruins.

Quando precisar, finja que seu passado nem existiu, viva o presente sem se preocupar com ele e muito menos com o futuro. Viva só aquele momento, porque às vezes é disso que precisamos, de alguns momentos.

“E por alguns momentos, viva de momentos, sem passado, sem futuro, só presente.”

Pois, de passado vive o museu como muitos dizem. Não vou dizer para esquecer o passado, que isso nem eu faço. Mas, usar “ele” o melhor possível, para que o passado interfira na sua vida de forma positiva, pois não adianta estragar futuro e nem presente por um passado que já te machucou. A vida se vive para frente levando o passado sempre como aprendizado.

📷 @bnw_igers_ |📅 Publicado em: 6 de junho de 2016 às 23:09


Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

2 comentários em “Passado”