Palavras

img_3299Somos reféns de nossas palavras, às vezes falamos mais do que devíamos, às vezes falamos o que nem queríamos falar, às vezes falamos o que não seguimos, às vezes falamos o que nunca podemos fazer, às vezes usamos de palavras que não servem de nada, às vezes somente algumas vezes falamos o que realmente tínhamos que falar.

Temos a capacidade de usar as palavras de duas formas, para o bem e para o mal. Sempre assim, aquela velha historinha de bem e mal. Rsrsrs…. Mas nem sempre usamos as palavras com a intenção certa ou errada, apenas usamos e falamos, saem das nossas mentes, passando por nossas bocas e quando vemos estamos lá, falando e falando.

Aí vem, promessas, pedidos, declarações, ilusões, fantasias, mentiras, verdades. E assim vai, palavras são jogadas às vezes ao vento, e de certa forma, sempre muda a vida de alguém. Pois algumas palavras ditas, nem sempre são cumpridas, ou demonstradas. Algumas por falta de oportunidade, ou nem tanto, e muitas por terem oportunidades de mais.

Verdades que machucam, mas nos mostram a realidade e nos fazem fortes. Algumas declarações sérias que eu gosto e tento escrever, outras em vão e sem fundamentos. Mentiras que iludem e enganam, mas que no fundo estraçalham nossos corações. Promessas feitas, sem nenhum retorno. Pedidos realizados, sem que se possa cumprir. Enquanto isso palavras vão sendo ditas, e você está fazendo o que para que elas não seja apenas palavras ao vento?!

“Vivemos num mundo onde muitos falam, sem se importar com as consequências e onde deveríamos aprender a escutar mais do que apenas falar.”

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

2 comentários em “Palavras”