Histórias escritas

Já perdi as contas de quantas coisas já vivi, de quantas aventuras sobrevivi. O que de bom já me aconteceu, e, também os medos e sustos que já tomei. Perdi as contas de quem por minha vida passou, quantas pessoas conheci. Quem passou por passar, não demorou e dos que até hoje comigo estão.

O quão maluco é esse mundo, onde a vida passa mais rápido a cada dia, onde o que ontem era tudo hoje nada pode ser. Que loucura tudo o que já vivemos, então pouco tempo aprendemos. Alguns joelhos ralados, suor derramado, sorrisos dados, abraços apertados e histórias escritas. Quem sabe um dia contadas também.

Contadas com leve e tirando aprendizado de tudo, o importante é agradecer tudo o que nos acontece, mesmo se algo não saiu do jeito que queríamos. Temos a mania de reclamar mais das coisas que nos acontecem do que agradecer, ou mesmo não aceitar naquele momento.

Tudo anda acontecendo tão rápido, que depois tiramos aprendizado de tudo, são as coisas que acontecem de um jeito inesperado que rendem boas histórias e dizem muito de quem realmente somos.


Em parceria com @escritosinversosblog | 📷 @visualambassadors

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.