A lua dentro de um pote de vidro

E o que estamos fazendo com o tempo que temos?

E quem diria que apenas uma decisão nos traria até aqui…

Quantas vezes não questionamos todas as escolhas que já fizemos em nossa vida? É fácil olhar para o passado com o conhecimento e experiencia que a vida nos proporciona ao passar dos tempos e por falar em tempo, ele nunca para de continuar com o seu infinito fluxo, implacável em nossa realidade…

E o que estamos fazendo com o tempo que temos?

Qual tem sido a utilidade que temos atribuído a ele na construção da nossa realidade ou daquilo que alguns entendem por “destino”?

Eu vejo a existência e fico fascinado com as infinitas possibilidades que a vida pode tomar, com a realidade que podemos construir para viver. Sim, eu disse construir, todos possuímos um “destino”, mas como atingi-lo somos nós que decidimos, não importa sua origem e nem o que o mundo diga, somente nós podemos definir as nossas vidas.

Olhe-se no espelho! Quero que se enxergue e então seja capaz de perceber o universo infinito de possibilidades que você é, que não importa qual seja o objetivo você pode trilhar um caminho para alcança-lo e não importa os obstáculos no caminho, você é capaz de enfrenta-los e após cada batalha, mesmo que não conquiste a vitória na primeira luta, irá entender que a experiencia irá aprimorar a sua conduta e isso te fara mais forte para os próximos confrontos, para as próximas escolhas que terá que fazer, para os caminhos que irá percorrer.

O que você quer?

Um bom emprego? Uma empresa própria? Um amor marcante para viver? Viajar o mundo inteiro? O que você realmente deseja?

Nenhuma dessas respostas irá realmente importar se você não estiver disposto a lutar com todas as suas forças para alcançar seus objetivos. Isso não é sensacionalismo barato, não é nenhuma filosofia vagabunda de um bêbado em uma esquina da cidade. Isso é história, isso é ciência.

A existência é um oceano de infinitas possibilidades, cada escolha que fazemos nos leva a um caminho, ao mesmo tempo que optamos por algo, acabamos por desistir das outras, se você quer viver a realidade condizente com os seus desejos, deve fazer as escolhas que te levarão até ele, é preciso escolher bem e vivenciar os caminhos pelos quais decidimos prosseguir, deixando para trás as opções que não nos levariam ao nosso destino desejado.

Quando você se enxergar, que não se limite a ver apenas o que você é. Que enxergue também, tudo aquilo que pode se tornar.

📷 @thefolkpr0ject


Sobre o autor

Piauiense e escritor. Seria fácil esboçar palavras que criassem em seu pensamento a ideia de quem sou, mas que porra de sentido isso faria se as mesmas meras palavras nas quais tentaria me descrever são meios que uso para compor fantasias em uma caótica realidade? Se queres um nome, me chamo Franklin, porém para saber quem sou, chegue um pouco mais perto e já que “talvez” você não possa, então contente-se com sua imaginação nas vagas idéias que terá sobre quem eu sou.

Publicado por

Franklin S. Monteiro

Piauiense e escritor. Seria fácil esboçar palavras que criassem em seu pensamento a ideia de quem sou, mas que porra de sentido isso faria se as mesmas meras palavras nas quais tentaria me descrever são meios que uso para compor fantasias em uma caótica realidade? Se queres um nome, me chamo Franklin, porém para saber quem sou, chegue um pouco mais perto e já que “talvez” você não possa, então contente-se com sua imaginação nas vagas idéias que terá sobre quem eu sou.