Consequências

Somos sempre reféns das nossas escolhas, certas ou erradas, sempre existirão consequências, esteja preparado para o que vier, pois, algumas não perdoam. Todos os dias devemos tomar várias decisões e fazer várias escolhas, mas, nem sempre o nosso coração e mente estão de bem para podermos tomar decisões corretas, ou fazer as escolhas que não precisemos arcar com tanta consequência negativa.

Muito de nossas escolhas, são reflexos de outras tomadas por você mesmo muito antes, ou até mesmo por outras pessoas. Sei que se quando você faz uma escolha certa, todos lhe admiram, mas faça uma escolha errada na sua vida, que fora as consequências que você vai sofrer da própria vida, sofrerá com o desprezo das pessoas a quem tenha interferido sua atitude. Já que todos só acertam né?

“Viver é isto, ficar o tempo todo se equilibrando entre escolhas e consequências”. (Jean-Paul Sartre)

Todos nós nos importamos com as consequências de nossas escolhas, mas, como seres errantes nem sempre tomamos o melhor caminho e poucos são os que veem o lado ruim de uma escolha se tornar uma chance de não errar novamente, de tentar melhorar, nem todos se importam de ajudar.

Deus vai sempre lhe guiar, tentar lhe ajudar, ele sempre estará no início e fim de sua jornada, não importa o tamanho, mas ele lhe deu o livre arbítrio para que sempre você tome as decisões. É assim que eles nos ensina, com os nossos acertos e erros. Ele vai sempre está com você, não importa o quão ruim são as consequências de suas escolhas. No final de tudo não queremos só que Deus esteja do nosso lado, queremos sempre que as pessoas que dizem que gostam da gente estejam também.

O problema é que nem sempre as pessoas olham para si, apenas veem o que os outros já fizeram por eles, o que os outros deixaram de lado por suas más escolhas, e mesmo assim continuam do seu lado, por mais que suas consequências, principalmente dentro de você mesmo sejam eternas. Alguns sempre se importam, tentam te fazer melhor, tentam te fazer esquecer e tentam sempre te ajudar.

Não temo minhas escolhas e nem minhas consequências, posso até sofrer, mas, sempre estou disposto a melhorar. A tentar fazer diferente, a viver com elas e superá-las, por mais difíceis que sejam, mesmo que as pessoas nunca mais olhem na minha cara.

“Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências”. (Pablo Neruda)
Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.