Bobo

img_3917Às vezes nosso coração nos faz passar por cada situação né?! Mas fazer o que?! O coração aprendeu apenas a bater forte, a amar, a ter sentimentos bons dentro dele. E do nada ele acaba pregando umas peças na gente. Eita, que tem horas que ver um sorriso e vai logo se engraçando, ver um olhar bonito e vai logo querendo olhar de pertinho, ver um cabelo ao vento e já pensa em cheirar.

O problema é quando você ver tudo em só uma pessoa, iiiih… aí o bicho pega! O coração fica logo bobo, bobo, põe bobo nisso. Às vezes acaba se apaixonando. Você fica ali, pensando, sonhando, imaginando, tudo com aquela pessoa. Lembrando daquele sorriso, daquele olhar, e ver que bobo não ficou só o coração, você também. Rsrsrrs…

E você passa o dia pensando, e a noite chega e continua pensando, e as vezes toma conta até dos seus sonhos. Ver seu sorriso de novo se torna algo essencial, olhar nos seus olhos é como viajar sem sair do lugar, sentir o seu cheiro é ver que rosa nenhuma é tão perfumada assim. Ser seu porto seguro, seu amigo, seu cúmplice, sua fugida, ser e ter no abraço o melhor lugar para ficar.

O bom mesmo é quando seu coração bobo ver que por trás daquele belo sorriso, encontra-se um coração bobo que nem o seu, que se engraçou pelo seu sorriso também, e que te dá a maior ‘moral’ que vai muito além do que você imagina. Eita bando de corações bobos que existem por aí, só falta se encontrarem mais.

“Queria encontrar seu coração bobo mais vezes para o meu ficar mais bobo ainda.”

 

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

3 comentários em “Bobo”