Você ainda está aí?

Te pergunto isso porque sinceramente não conheço mais as pessoas como antigamente. Sei lá, as pessoas vivem atreladas a outras, sem opinião própria, sem autenticidade. Cada vez que eu converso com alguém eu me assusto mais com a quantidade de pessoas sem autonomia no que fala. Continuar lendo Você ainda está aí?

Foi assim

Foi tudo que consegui ver, o seu sorriso, foi o que consegui ver na primeira vez que te vi, nada mais, não deu tempo reparar em nada, só no seu sorriso, e eu tinha uma leve certeza de que você sorriu para mim, e eu do nada abri um sorriso meio acanhado também. E naquele dia, quem quiser pode até me chamar de bobo e idiota, mas eu me perdi naquele sorriso e tudo o que queria era só encontrá-lo de novo. Continuar lendo Foi assim