Apenas uma lágrima

img_8361Eu amei
E não fui correspondida
Mas continuei a amar
E mesmo assim, não fui querida
Nem me importei
Quis apenas chorar
Fundo respirei
Uma gota brotou do meu olhar
Sorri indiferentemente
Ela caiu levemente
Atravessando minha bochecha rosada
Era apenas uma lágrima
De sentimentos… toneladas incontáveis
Que se desprendia do meu ser
Sem nenhum apego
Sem se importar
Foi de tanto lhe prender
Quis se libertar
Foi então que entendi
Que nem o amor, nem a dor
A gente pode aprisionar.

Sobre o autor

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Publicado por

Mauro Garcia

Piauiense cabra arretado, sabe?! Contador por profissão, louco por números... Que ainda acredita no amor, observador de detalhes, onde apaixonou-se por escrever e consegue colocar para fora alguns pensamentos "soltos" que a cabeça e o coração insistem em discutir.

Um comentário em “Apenas uma lágrima”