O certo

Às vezes não queremos sair de nossas camas, desistimos dos prazeres da vida e escolhemos permanecer em nosso refúgio, tornando-se uma maneira de nos escondermos do mundo para podermos entrar no nosso próprio mundo. Quando criamos forças para nos levantarmos, optamos por viver mais um dia, para lutar pela felicidade, mais uma chance para fazer tudo diferente, com um sorriso mais sincero, valorizar pessoas importantes que nos incentivam aos recomeços.

Momentos desafiadores são constantes, talvez nada fará sentido em determinados dias, porque não somos obrigados a sermos felizes 24 horas (se é que somos felizes em algum instante), porém somos obrigados a passar por cada tempestade, aprender com cada problema e não nos afundar junto com os nossos problemas.

Quiçá não fossemos feitos de instantes. Maravilha seria aplicar essa racional a nós mesmo. Que seres somos nós que temos ciência do que se passa e recorremos a solidão? O ser humano é uma máquina com validade definida pela auto destruição. Se quem disse que o primeiro passo pra superação é o auto conhecimento, somos pontos fora da curva, ou então o tempo que se leva é muito mais do que imaginamos.

A teoria de que no fim tudo da certo nunca esteve tão certa se tomarmos as vertentes de quando e como chegar ao fim. Uma hora ou outra seremos fim, quem sabe não estamos no fim? “No fim tudo da certo”. O certo não necessariamente é o positivo, só é o certo. O meu certo, o seu certo, o certo dele. Cada um com seu certo e seguindo as intempéries que carrega o viver. Uma hora chegaremos lá – lá onde? Não sei, mas um hora chegaremos no nosso lar.


Em parceria com @cainansa | 📷 @ourclickdays

Sobre o(s) autor(es)

Posso muitas vezes não ter vivenciado situações que expresso em meus textos, infelizmente eu sinto que muitos possuem uma dor incapaz de ser falada e apenas sentida. Quem já passou ou deve estar passando, se identificará, estou aqui pra ajudar e fazer você enxergar que a vida é muito mais bonita do que parece.

%d blogueiros gostam disto: